Central Manipulados
Product ID: 171
Product SKU: 171
New In stock />
Chá verde 500mg

Chá verde 500mg

Marca: Central Manipulados
Disponibilidade: Disponível em 2 dias úteis
aguarde, carregando preço...
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Nome científico: Camellia sinensis (L.) Kuntze;

Nome popular: Chá Verde; Green Tea.

As folhas não fermentadas contém: proteínas, glicídeos, carboidratos, ácido ascórbico, vitaminas do complexo B (tiamina – B1, riboflavina – B2 e B6), fluor, betacaroteno, ácido fólico, theanina, vitamina K, bases púricas especialmente cafeína, teobromina e teofilina, óleo essencial; polifenóis: monosídeos de flavonóis e flavonas, catecóis e epicatecóis livres e esterificados pelo ácido gálico e produtos de condensação (catequinas: epicatequina- EC, epigalocatequina- EGC, galato-3-epicatequina- ECG, galato-3-epigalocatequina- EGCG), e taninos.

Várias propriedades farmacológicas adicionais têm sido experimentalmente atribuídas ao Chá Verde, tais como: angioprotetora e anti-radicais livres, devido aos derivados flavônicos; antimutagênica e antitumoral (Yoshizawa et al., 1987), pela presença de compostos fenólicos; inibidora da absorção intestinal de colesterol exógeno (Bruneton, 1993; Rombi, 1991)

 

Propriedades

Antidiarréico:

Os adstringentes de catequina têm ação antidiarreica, pois se ligam e coagulam as proteínas das membranas. Esse processo dificulta a absorção e a entrada de líquido no lúmen intestinal. A teofilina da droga diminui a absorção tubular podendo aumentar o índice de absorção de líquido no intestino devido a uma desidratação extracelular provocada.

Antiinflamatória:

Um efeito anti-inflamatório, pré-inibição das enzimas cicloxigenase 2 (COX-2) e lipoxigenase do metabolismo do ácido araquidônico, foi observado em um estudo com catequinas. Foi verificado que os polifenóis são capazes de reduzir processos inflamatórios de artrite asséptica e o consumo de chá pode ser profilático nos casos de artrite inflamatória, reduzindo a velocidade do desarranjo da cartilagem articular e o risco de enterocolites ulcerativas, tumores e cânceres de cólon em humanos. (Hong et al., 2001; Adocks, Collin, Butlle, 2002 apud Schmitz, 2005).

A inibição do crescimento e aderência celular de Porphyromonas gingivalis, bactéria responsável pela maioria dos casos de periodontíase em adultos, foi relatada para os polifenóis do Chá Verde (green tea). (Sakanaka et al., 1996 apud Simões, 2004).

Proteção do sistema cardio-vascular:

A presença dos antioxidantes naturais parece conferir o segundo principal benefício do Chá Verde, que é a redução da probabilidade de desenvolvimento da doença coronariana (DC), por prevenir a oxidação de LDL no plasma, passo importante na formação de placas de aterosclerose. A ação coronário-dilatadora se deve, provavelmente, à inibição da fosfodiesterase na musculatura vascular. O seu efeito não é muito forte e nem prolongado.

Anti-radicais Livres:

Os polifenóis do Chá Verde são potentes sumidouros de radicais livres devido aos grupos hidroxila nas suas estruturas químicas. O grupo hidroxila pode formar complexos com os radicais livres neutralizando-os, sendo potentes antioxidantes, quelantes de metais e inibidores da lipoperoxidação.

A atividade antioxidante das catequinas, sendo a EGCG a mais efetiva, deve-se ao mecanismo de transferência de elétron destas para as ROS (espécies reativas de oxigênio), estabilizando estas substâncias. Também protege contra a ação do óxido nítrico tendo ação quelante de NO e peroxinitrilo, e também inibe a produção desse óxido pelo óxido nítrico sintetase (iNOS), suprimindo a indução de iNOS mediada por lipopolisacarídeos (LPS).

Aceleração do metabolismo:

Um trabalho publicado no American Journal of Clinical Nutrition, revista da Sociedade Americana de Nutrição, acompanhou dois grupos em dieta de emagrecimento. A um deles, além de alimentação balanceada e pouco calórica, recomendou-se a ingestão de seis a oito xícaras de Chá Verde por dia. Ao final do estudo, esses pacientes haviam queimado 4% a mais de gordura do que aqueles que não consumiram a bebida. A explicação é que o Chá Verde acelera bastante o metabolismo, o que faz com que seja contra-indicado para pacientes com problemas cardíacos.

Quimioprotetora:

O Chá Verde apresenta efeitos protetores em fases diferentes do processo da carcinogênese, inibindo-o pela modulação da transdução de sinais que conduzem a inibição da proliferação, transformação das células e aumento da apoptose. 10 Tem sido postulado aos seus polifenóis (catequinas) e principalmente a EGCG (galato-3- epigalocatequina), a propriedade de previnir o surgimento de câncer através da inibição das atividades da uroquinase e telomerase e angiogênese, e também pela sua ação na lesão causada pelos radicais livres no DNA das células e na indução de apoptose nas células tumorais. Também é associada a ela a propriedade de evitar o sangramento de tumores de pele, impedir o aparecimento de lesões cancerosas no estômago, ajudar no tratamento de câncer do intestino e diminuir a proliferação das células cancerígenas do pulmão.

Foi constatado que a EGCG inibe a topoisomerase I, mas não apresenta ação sobre a topoisomerase II, observada em linhagens celulares de carcinoma de cólon humano, logo a combinação de Chá Verde com inibidores de topoisomerases convencionais poderia diminuir os efeitos tóxicos dos tratamentos convencionais, criando assim uma nova estratégia para a quimioterapia do câncer de cólon. (Berger et al., 2001 apud Schmitz, 2005).

 

Indicações: É usado por via oral para diminuir risco de cárie, dor de dente, eliminar gorduras, emagrecimento, estomatites, auxiliar na digestão, ajudar a dilatar os brônquios, melhorar a respiração dos asmáticos, inibir enzima associada ao desenvolvimento de tumores de intestino, esôfago, pulmão e pele; proteger a parede do intestino, baixar o índice do colesterol, fortalecer o coração, ajudar em tratamentos de gripes e resfriados, prevenir derrame e a formação de pedras na vesícula e nos rins, normalizar a função da tireóide, regenerar a pele e rins e como antidiarreico.

Comprovação de eficácia

Numerosos ensaios farmacológicos têm comprovado atividades:

Antioxidante

Antiinflamatória

Hepatoprotetora

Antimicrobiana

Hipoglicemiante

Inibidora da enzima conversora de angiotensina.

Em razão desses efeitos, estudos procuram avaliar a eficiência terapêutica da droga e dos metabólitos secundários para:

Prevenção de vários tipos câncer e indução da apoptose

Osteoporose

Tratamento de diabetes

Úlcera

Posologia: Uma cápsula a cada 12 horas.

 

Produto autorizado para comercialização em todo o território nacional através do anexo I da RDC 27/2010, em conformidade com a RDC 23/2000 da ANVISA.

 

Referências: https://infinitypharma.com.br/uploads/insumos/pdf/c/cha-verde-ext-seco-de-camellia-sinensis.pdf

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características