Product ID: 255
Product SKU: 255
L-leucina

L-leucina

Disponibilidade: Disponível em 2 dias úteis
aguarde, carregando preço...
Simulador de Frete
- Calcular frete

L–leucina

Aminoácido utilizado como suplemento alimentar.

No campo da nutrição clínica, além do seu uso habitual em nutrição enteral e parenteral, a L-Leucina é largamente utilizada em combinação com a L-Isoleucina e L-Valina em preparações ricas em BCAA para pacientes com disfunções hepáticas para melhorar seus estados nutricionais. Como fármaco, é usado na forma de preparações de BCAA para casos de hipoalbuminenia em pacientes hepatocirróticos e também em preparações integrais de aminoácidos. Na indústria de alimentos, é um importante componente na nutrição esportiva e alimentos para a saúde. É também usada como flavorizante e como um lubrificante na produção de comprimidos. Outras aplicações incluem seu uso em produtos para o cuidado dos cabelos.

 

A L-Leucina é obtida por extração de hidrolisados de proteína vegetal ou animal bem como por fermentação a partir de fontes de carboidrato

 

É um aminoácido essencial usado como suplemento dietético e para aumentar a capacidade de cicatrização dos ossos, pele e tecido muscular, razão pela qual é feita sua suplementação antes de cirurgias.

Aminoácido cetogênico essencial. As necessidades diárias de um adulto do sexo masculino é de 14mg por Kg de peso corporal.

 A Leucina é finalmente convertida em ácido acetoacético e ácido acético através do isovaleril-CoA por desaminação e descarboxilação. Aminoácidos de Cadeia Ramifica (BCAA) são metabolizados apenas no músculo, uma vez que a BCAA aminotransferase não está presente no fígado mas apenas no músculo.

A deficiência da enzima para a descarboxilação a partir do ácido a-cetoisocapróico em isovaleril-CoA é conhecida como doença da urina em xarope de Acer que é indicada por sintomas que incluem cetoacidose severa, vômito, dispnéia, convulsão, distúrbio de consciência e tônus muscular anormal.

A isovalericacidemia é causada por uma deficiência da reação da isovaleril-CoA em ß -metilcrotonil-CoA. A razão molar de cadeias de aminoácidos ramificadas (BCAA) em aminoácidos aromáticos (AAA) é chamada de razão de Fischer, que é usada como indicadora do metabolismo de aminoácidos no fígado.

Em doenças hepáticas graves, aminoácidos aromáticos se acumulam como resultado da baixa atividade metabólica de aminoácidos no fígado e o metabolismo do BCAA no músculo diminui como resultado da reduzida ingestão de proteínas, ambas acarretam em baixa razão de Fischer.

 

Posologia: É usada na faixa de 100 a 300mg ao dia.

 

 

Produto autorizado para comercialização em todo o território nacional através do anexo I da RDC 27/2010, em conformidade com a RDC 23/2000 da ANVISA.

 

Referências:

http://laboratorionutramedic.com.br/site/public_images/produto/983464c67db164ca2a0edaedee1370c9.pdf

http://www.aminoscience.com.br/farmacos/aminoacidos/leucina-v4.pdf

MARTINDALE – The Extra Pharmacopoeia. 29ªEd. 1989.

BATISTUZZO, J.A.O., ITAYA, M., ETO, Y. Formulário Medico Farmacêutico. 3ed, São Paulo: Pharmabooks, 2006.

ANFARMAG. Manual de equivalência – 2ª edição. São Paulo. 2006.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características