Central Drogaria

(15) 99653-9957Atendimento ao Cliente
Lot Nutrition
Model: Italabs
Product ID: 3895
Product SKU: 3895
New In stock />
Vitamina C 500mg + Zinco 29mg 60 cápsulas Lot Nutrition

Vitamina C 500mg + Zinco 29mg 60 cápsulas Lot Nutrition

Compre 5 itens - 7 % DescontoCompre 5 itens - 7 % Desconto
Compre 10 itens - 10% DescontoCompre 10 itens - 10% Desconto
Compre 20 itens - 20% DescontoCompre 20 itens - 20% Desconto
Marca: Lot Nutrition
Modelo: Italabs
Disponibilidade: Disponível em 3 dias úteis
Referência: LOT0041
aguarde, carregando preço...
/ 50002
Simulador de Frete
- Calcular frete

O QUE É VITAMINA C?

A vitamina C é uma das mais famosas e reconhecidas, porque está associada à prevenção de diversas doenças e à melhora do sistema imunológico.

Estudos recentes apontam também para um efeito de alívio no estresse, melhora na pele e até mesmo prevenção de problemas oftalmológicos e derrames.

As plantas e diversos mamíferos são capazes de sintetizar a vitamina C, mas esse não é o caso dos humanos. A única forma de garantir sua presença no corpo é por meio da alimentação, ingerindo ingredientes que sejam ricos em vitamina C para desfrutar de seus benefícios e da suplementação.

A vitamina C foi a primeira vitamina a ser sintetizada, em 1933, com o intuito de que pudesse ser preparada industrialmente e disponibilizada ao público em grandes quantidades a um custo bem acessível.

 

PARA QUE SERVE A VITAMINA C?

Vamos fazer uma listinha? Olha só: A vitamina C 500 mg pode ajudar numa série de questões relacionadas à saúde. É muito necessária em casos patológicos e de treinamento em alta necessidade. Ela atua na absorção do ferro, reduz o nível de triglicerídeos e de colesterol, além de fortalecer o sistema imunológico, auxiliar na síntese de colágeno e na prevenção às lesões teciduais, ajudando no combate de processos inflamatórios, bem como o dano oxidativo aos tecidos, como mostra o estudo das pesquisadoras Jordana Tres Santos, Marise Wilsmann Krutzmann e Camila Correa Bierhal.

Além de ser usada como antioxidante, a vitamina C também ajuda no crescimento e na manutenção da saúde das células do organismo, principalmente dos ossos, dos dentes, das gengivas e dos vasos sanguíneos. Também pode combater a fadiga, distúrbios do sono, falta de concentração, e é uma aliada na melhoria da absorção de ferro em pessoas com propensão à anemia.

De acordo com as três pesquisadoras, a vitamina C apresenta uma estrutura química que corresponde ao grupo das vitaminas hidrossolúveis, ou seja, aquelas que são diluídas em água. A maior parte dela não se armazena no corpo, sendo eliminada por meio da urina, sob forma inalterada; pelas fezes, em quantidades pequenas; pelo suor e por via respiratória, na forma de CO².

Por esse motivo, é muito importante a administração diária de Vitamina C 500 mg, pois facilmente suas reservas se esgotam e a suplementação pode ser um grande auxílio na manutenção e equilíbrio dos valores de vitamina C no organismo.

 

BENEFÍCIOS DA VITAMINA C

Muito já falamos das potencialidades de ingerir a Vitamina C 500 mg e de que nossa dieta precisa ter alimentos que a contenham, como brócolis, couve, pimentão amarelo, caju, goiaba, mamão, manga, acerola, kiwi e laranja. Mas, além da dieta, a vitamina C pode ser ingerida por meio de comprimidos. Então, fique atento e anote os seus benefícios!

 

 

  • AUXILIA NA PROTEÇÃO DOS DANOS CAUSADOS PELOS RADICAIS LIVRES

 

  • AUXILIA NA SÍNTESE DE HORMÔNIOS

 

  • AUMENTA A ABSORÇÃO DE FERRO

 

  • AUXILIA NA PRODUÇÃO DE COLÁGENO

 

  • AUXILIA NO METABOLISMO ENERGÉTICO

 

  • AUXILIA NO METABOLISMO DE PROTEÍNAS E GORDURAS

 

  • AUMENTA OS NÍVEIS DE ANTICORPOS

 

  • PROTEGE AS CÉLULAS

 

  • DIMINUI DANOS NA PELE CAUSADOS PELO SOL

 

  • ATUA NA ABSORÇÃO DO ZINCO

COMO CONSUMIR VITAMINA C?

A vitamina C deve ser ingerida diariamente. A recomendação de consumo é de dissolver o comprimido em um copo com 200 ml de água.

QUANDO CONSUMIR VITAMINA C?

Se a sua intenção é adquirir um efeito antioxidante, o ideal é consumir a sua dose diária de vitamina C a qualquer hora do dia, antes de realizar os exercícios, assim, os seus efeitos serão potencializados. Entretanto, o consumo também pode ser feito pela manhã.

 

QUAL É A QUANTIDADE DIÁRIA INDICADA PARA CONSUMO?

A quantidade recomendada pelos especialistas e pela OMS é de uma dose de até 200 mg por dia. Entretanto, em alguns casos particulares, como portadores de doenças patológicas, e em caso de gravidez, essa dosagem pode ser ainda maior. Atletas profissionais ou amadores também precisam de uma ingestão maior, de 500 mg a 1.000 mg/dia. Por isso, sempre é recomendado procurar um profissional que o auxilie na quantidade de ingestão de vitaminas ideal para a sua dieta e condição física.

O consumo desnecessário em excesso dessa vitamina pode causar efeitos colaterais. Por isso, reforçamos a importância de uma consulta com especialistas antes de se autossuplementar com Vitamina C 500 mg.

 

PARA QUEM É INDICADA A VITAMINA C?

A vitamina C é indicada para as pessoas que precisam complementar sua dieta com a suplementação. Atletas de alto rendimento, pessoas com deficiência de ferro e crianças que não se alimentam corretamente também precisam de vitamina C, mas é sempre bom procurar a ajuda de um médico ou nutricionista para ajustar a quantidade ideal.

 

A VITAMINA C PODE SER CONSUMIDA COM ALGUMA MEDICAÇÃO?

Não existe contraindicação da ingestão de vitamina C e outros medicamentos, desde que tomado o cuidado de sempre consultar um especialista.

 

A VITAMINA C PODE SER CONSUMIDA COM OUTROS SUPLEMENTOS?

Você pode tomar outros suplementos e, concomitantemente, a vitamina C. No entanto, é preciso observar se esses suplementos já não contém vitamina C, para evitar uma superdosagem. Bons suplementos para combinar com o uso de vitamina C, são outras vitaminas como, vitamina D, vitamina E e multivitamínico.

 

  • AUXILIA NA SAÚDE DO SISTEMA IMUNOLÓGICO PODENDO AJUDAR NA PREVENÇÃO DE DIVERSAS DOENÇAS

 

  • A VITAMINA C AUXILIA NA ABSORÇÃO DE FERRO DOS ALIMENTOS

 

  • A VITAMINA C É UM ANTIOXIDANTE QUE AUXILIA NA PROTEÇÃO DOS DANOS CAUSADOS PELOS RADICAIS LIVRES

 

  • A VITAMINA C AUXILIA NO FUNCIONAMENTO DO SISTEMA IMUNE

 

PODE TOMAR VITAMINA C QUANDO NÃO TEM TREINO?

Você pode tomar vitamina C quando não está fazendo exercícios físicos diariamente, de acordo com a dose recomendada por especialistas. Mas, para os atletas, quanto maior for a intensidade do treino, maior pode ser a indicação de ingestão de vitamina C. Após a prática de exercícios mais puxados, a demanda por nutrientes do nosso corpo aumenta consideravelmente, ou seja, precisamos supri-la para termos uma melhor recuperação.

 

SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DE VITAMINA C

A carência de vitamina C é responsável pelo escorbuto, no adulto, e pela doença de Barlow, em crianças. A doença de Barlow é o prolapso da válvula mitral, um problema cardíaco no qual a válvula que separa as câmaras superior e inferior do lado esquerdo do coração não fecha apropriadamente.

 

A falta de vitamina C também é relacionada a diversas outras consequências no nosso corpo:

 

  • Perda de força muscular;
  • Falta de apetite;
  • Fadiga;
  • Apatia;
  • Anemias;
  • Pele seca;
  • Enfraquecimento do sistema imunológico;
  • Irritabilidade;
  • Tontura;
  • Dores nas articulações;
  • Anemia;
  • Hemorragia gengival;
  • Dificuldade de cicatrização;
  • Queda de cabelo.

 

O QUE É ZINCO ?

Zinco é o componente estrutural de elementos muito importante em nosso organismo. Ele participa de muitas reações do metabolismo celular, incluindo processos fisiológicos. Ele atua, por exemplo, na:

  • Função imune
  • Defesa antioxidante
  • Crescimento e desenvolvimento.

Seu consumo pode trazer diversos benefícios, especialmente para quem está focado nos exercícios e em busca de uma rotina ainda mais saudável. A surpresa com as funções desempenhadas fica maior ainda quando se trata de ganho de massa muscular.

Aproveite todos os benefícios do zinco através de produtos que garantam a quantidade certa desse elemento no organismo, sem grandes sacrifícios e com a confiança de ingerir produtos de alta qualidade.

PARA QUE SERVE O ZINCO

zinco é um elemento muito importante para o corpo humano. De acordo com estudos científicos, ele participa ativamente nas interações de mais de 200 enzimas que estão envolvidas na manutenção de diversas vias metabólicas do organismo.

Entre as suas principais funções, vale destacar a participação na defesa imunológica, diferenciação celular, estimulante de crescimento, prevenção de diabetes, antioxidante e estimulante da tireoide.

deficiência do zinco no corpo humano está associada, entre outros motivos, ao aumento de enfermidades infecciosas, comprometimento da capacidade cognitiva, aumento da mortalidade, anorexia, dermatites, danos oxidativos e neuropsicológicos.

PARA QUE SERVE ZINCO

 

BENEFÍCIOS DO ZINCO PARA QUEM PRATICA MUSCULAÇÃO

Durante a atividade física ocorrem diversas adaptações fisiológicas, sendo necessários ajustes do organismo. Por outro lado, o exercício físico intenso induz à formação excessiva de espécies reativas de oxigênio, como os famosos radicais livres. Esses elementos estão associados ao metabolismo energético. Essas espécies de oxigênio podem contribuir para danos tissulares e celulares, e prejudicar o desempenho do atleta se não forem combatidos da forma ideal.

Para prevenir ou reduzir os efeitos causados pelo estresse oxidativo gerado pelo exercício intenso, o organismo está equipado com diversos mecanismos de defesa antioxidante. Nesses mecanismos, vários micronutrientes desempenham papel importante - entre eles, o zinco. Por este motivo, o zinco é um nutriente com papel biológico essencial nos mecanismos de proteção antioxidante.

COMO TOMAR ZINCO

 

ZINCO NO TRATAMENTO DE DOENÇAS NEUROLÓGICAS

zinco é um elemento que participa ativamente dos processos neurológicos . No nosso sistema nervoso central existem neurônios que apresentam vesículas sinápticas com alta concentração de zinco.

O fato da substância estar presente nos neurônios demonstra que a mesma possui um papel vital para o sistema neurológico.

Também é importante destacar que o zinco está relacionado ao processo de desenvolvimento cognitivo. Os estudos científicos na área já demonstram sua atuação e importância na neurogênese, nas sinapses e na migração neural. Por isso, a deficiência da substância pode ser responsável por problemas no desenvolvimento cognitivo, principalmente de crianças.

 

ZINCO: ALIADO NA SAÚDE DO CORAÇÃO

A substância, que está distribuída por todo o corpo humano, também cumpre um papel importante para a manutenção da saúde do coração.

O estresse oxidativo que ocorre nas células quando elas não conseguem lidar com os radicais livres pode gerar problemas cardíacos. Muitos estudos têm apontado que esse estresse leva ao desenvolvimento de doenças cardíacas e até mesmo neoplasias.

A melhor forma de reduzir os efeitos nocivos dos radicais e evitar esses problemas é por meio do consumo de alimentos e substâncias antioxidantes.

Por isso, o zinco, que tem um papel antioxidante importante, possui a capacidade de favorecer a proteção e manutenção da saúde do seu coração .

 

ZINCO NO TRATAMENTO DE DIABETES

Outra característica importante do zinco é o seu papel no tratamento de diabetes . Baixos índices de zinco no corpo são comuns em pacientes que estão com a diabetes fora de controle.

Alterações na quantidade de zinco, somadas ao aumento de lipídios plasmáticos, podem representar riscos vasculares relevantes e que podem vir a causar danos irreversíveis.

Estudos realizados apontam que pacientes com diabetes tipo 2 que receberam tratamento com zinco, tiveram reduzida a concentração de colesterol total e de triglicerídeos, o que representa a redução no risco cardiovascular.

É importante destacar que pacientes diabéticos devem ter um cuidado especial com a alimentação e suplementação. Por isso, é essencial buscar o suporte de profissionais da saúde e nutricionistas.

 

ZINCO AUXILIA NO AUMENTO DA IMUNIDADE?

Estar com a imunidade em alta é importante para manter o seu corpo mais forte e protegido contra inúmeras doenças. O zinco é um aliado no aumento da imunidade .

Estudos apontam que a suplementação de zinco, administrada à população idosa, está associada à redução na incidência de infecções.

Por isso, o efeito do zinco sobre a resposta imunológica é um aspecto relevante e que impacta toda a população, independentemente da idade. Desta maneira, a suplementação do zinco nos pacientes que têm deficiência da substância pode ajudar a manter o corpo resistente, contribuindo para o cuidado com a saúde de uma forma geral.

 

DEFICIÊNCIA DE ZINCO: SINTOMAS

deficiência de zinco pode ser identificada por meio de exames de sangue e urina. Geralmente, o paciente que está com pouco zinco no corpo sobre com perda de apetite, perda de paladar, queda de cabelo e dificuldade cognitiva (a pessoa se sente mais lenta e tem dificuldade de realizar as tarefas mais simples do dia a dia).

O paciente deve investigar com o seu médico a causa da deficiência, que pode estar associada a hábitos de vida e uma dieta inadequada.

suplementação do zinco pela via oral geralmente é suficiente para resolver o problema de deficiência da substância. O seu médico poderá orientar em relação às quantidades que devem ser ingeridas, de acordo com as suas necessidades.

 

ZINCO PARA GRÁVIDAS

A gestação é uma fase transformadora na vida da mulher. O cuidado com a saúde neste momento representa também a proteção com o bebê que está em fase de desenvolvimento.

O acompanhamento médico e nutricional é imprescindível antes, durante e após a gestação. As gestantes com deficiência de zinco devem suplementar, sempre seguindo as orientações do médico responsável pela gestação.

deficiência de zinco em gestantes pode representar riscos significativos para o bebê , que pode ter defeitos congênitos e nascer com um peso corporal abaixo do esperado.

Lembre-se de que o excesso de zinco também pode representar riscos. Por isso, o acompanhamento médico, a realização de exames e a suplementação de acordo com as orientações do profissional são essenciais.

 

QUANTO TOMAR DE ZINCO E PARA QUEM É INDICADO?

O zinco está presente em nosso corpo e é importante para a manutenção da saúde de todos, independentemente da faixa etária. Entretanto, só é necessário suplementar quando a alimentação não está sendo suficiente para a manutenção dos níveis ideais.

Para saber como está a sua saúde e o nível de zinco no seu organismo, é necessário buscar o auxílio de um médico ou nutricionista.

 

ALIMENTOS RICOS EM ZINCO

Nos alimentos, principalmente os de origem animal, é possível encontrar inúmeras alternativas ricas em zinco. É o caso da carne vermelha, frango, ostra e do camarão, por exemplo.

Além disso, oleaginosas como amendoim, amêndoa, feijão, grão-de-bico, castanhas, sementes de abóbora e linhaça são fontes importantes de zinco.

Pessoas que têm como base a dieta de origem vegetal correm maior risco de sofrer com problemas associados à deficiência do zinco. Nesse contexto, a deficiência está relacionada principalmente a dietas ricas em cereais refinados e pães não fermentados. Estes alimentos, por conter alto nível de fitato e fibra, dificultam a absorção da substância.

Manter uma dieta saudável e diversificada pode fazer toda a diferença na manutenção dos níveis adequados de zinco no seu corpo.

 

QUANDO É A HORA CERTA DE SUPLEMENTAR COM ZINCO?

Indivíduos saudáveis e sedentários não precisam suplementar. Porém, aqueles que praticam atividade física, principalmente de alta intensidade, acabam observando aumento muito grande na demanda de agente antioxidantes.

Logo, quanto mais atividade física, maior a necessidade de zinco. Dessa forma, são também maiores as chances de não conseguirmos suprir diariamente as necessidades via a alimentação. A ingestão recomendada de zinco na dieta é de 8mg ao dia para mulheres e de 11mg ao dia para homens.

Essa dosagem é indicada somente para aqueles casos de manutenção da saúde em indivíduos com baixa atividade física. A necessidade varia e aumenta conforme o indivíduo, suas características e a presença de treinos mais intensos.

Há também produtos pensados exatamente para oferecer zinco associado a outros elementos. É o caso do ZMA, que mistura Zinco, Magnésio e Vitamina B6.

 

ZINCO: PODEROSO ANTIOXIDANTE

Na dieta, o zinco é um dos nutrientes que influenciam no funcionamento adequado dos sistemas antioxidantes . Eles são sistemas de defesa celular, responsáveis pela neutralização da proliferação e proteção da membrana celular na ação lesiva de espécies reativas de oxigênio. Mas, afinal, o que isso significa?

Basicamente, o zinco é essencial para a integridade e funcionalidade das membranas celulares do seu corpo. Todo alimento e substância antioxidante tem a função de proteger as células sadias do organismo contra a ação dos radicais livres (substâncias nocivas que podem prejudicar a sua saúde).

 

FALTA DE ZINCO E OS NÍVEIS DE TESTOSTERONA

O zinco não promove um aumento nos níveis de testosterona - pelo menos, não de uma forma direta. Entretanto, o organismo que estiver com baixas concentrações séricas de zinco apresentará estas melhoras quando suplementado. Porém indivíduos com níveis séricos normais não observarão benefícios.

Por isso, quando se trata de questões hormonais, é imprescindível contar com o suporte de um médico especializado. Neste caso, o profissional de saúde com especialização em endocrinologia é o responsável por cuidar dos transtornos das glândulas endócrinas e poderá avaliar as particularidades de cada paciente.

 

ZINCO: EFEITOS COLATERAIS E CONTRAINDICAÇÕES

Na dieta, é muito difícil haver uma superdosagem de zinco. Ela geralmente acontece quando a alimentação é composta por excesso de ácidos ou de alimentos enlatados em recipientes revestidos de zinco.

Nesse tipo de situação, a alta dosagem pode causar náuseas, vômitos e diarreias. Caso ocorra um consumo excessivo prolongado, a pessoa pode sofrer danos no sistema imunológico, além de favorecer o surgimento de anemias.

O acompanhamento de um médico e nutricionista é importante, pois ele poderá avaliar se realmente é necessário suplementar. Pacientes com níveis de zinco dentro dos padrões considerados normais não precisam de suplementação. Grávidas devem ter um cuidado extra durante toda a gestação, a fim de garantir o desenvolvimento fetal adequado.

 

ZINCO: INCLUA NA SUA REFEIÇÃO PRÉ TREINO

O mais indicado na dieta de quem pratica musculação é garantir que 30% de todos os aminoácidos sejam de cadeia ramificada (leucina, isoleucina e valina). A leucina, presente no BCAA, tem uma demanda maior justamente por estar ligada à síntese de proteínas. A Growth Supplements pensou em tudo e oferece a excelente concentração de 2-1-1 - ou seja, 2 gramas de leucina para 1 grama de isoleucina e 1 grama de valina. Esta é a concentração mais próxima daquela encontrada na fibra muscular.

 

Dúvidas Frequentes sobre Zinco

Para que serve o zinco?

Entre as principais funções do zinco, vale destacar a participação na defesa imunológica, diferenciação celular, estimulante de crescimento, prevenção de diabetes, antioxidante e estimulante da tireoide.

Quais são os sintomas da falta de zinco?

A deficiência do zinco no corpo humano está associada, entre outros motivos, ao aumento de enfermidades infecciosas, comprometimento da capacidade cognitiva, aumento da mortalidade, anorexia, dermatites, danos oxidativos e neuropsicológicos.

Quais são os alimentos ricos em zinco?

Nos alimentos de origem animal, encontramos zinco em carne vermelha, frango, ostra e do camarão, por exemplo. Além disso, oleaginosas como amendoim, amêndoa, feijão, grão-de-bico, castanhas, sementes de abóbora e linhaça são fontes importantes de zinco.

Efeitos colaterais e contraindicações do zinco

Caso ocorra um consumo excessivo prolongado, a pessoa pode sofrer danos no sistema imunológico, além de favorecer o surgimento de anemias.

 

 

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
    Produtos Visitados

    Farmácia: ODETE DE OLIVEIRA TULIO & Cia LTDA ME. CNPJ: 00934025/0001-62. Rua Dr. Felipe Vitta, 1288, Itaporanga-SP, CEP: 18480-000. E-mail de contato com o farmacêutico: farmaceutico@centralmanipulados.com.br | Licença Sanitária CEVS: nº 352280201-477-000032-1-2| Certidão de Regularidade CRF SP: 25047| Responsável Técnico: Igor Vinícius Furtado, CRF SP: 93065| Horário de funcionamento: Rotina (Seg/Ter/Qua/Qui/Sex) das 08:00 hrs às 12:00 hrs e 13:00 hrs às 17:00 hrs. Rotina (Sab) das 08:00 hrs às 12:00 hrs. Telefone de contato com o farmacêutico: Telefone fixo: (15)3565-1365, WhatsApp SAC: (15) 99626-0340, E-mail: centraldrogariaitapo@hotmail.com. Nenhuma parte deste website pode ser reproduzido sem a permissão escrita da empresa ODETE DE OLIVEIRA TULIO & CIA LTDA ME. PARA MEDICAMENTOS SUJEITOS À PRESCRICAO MÉDICA, SERÁ SEMPRE REALIZADA AVALIAÇÃO PELO FARMACÊUTICO ANTES DA DISPENSAÇÃO. As informações contidas neste site são para profissionais habilitados da área de saúde e não devem ser usadas para automedicação e não substituem, em hipótese alguma a medicação prescrita pelo profissional da área médica. Somente um profissional habilitado está em condições de diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado. Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação da receita. É proibido comercializar medicamentos controlados por meio remoto. Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com o médico ou farmacêutico. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO ou FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO". Site em conformidade a lei 15346/2019. Em caso de dúvidas entre em contato com nosso farmacêutico. Lei Geral de Proteção de dados (LGPD): Os dados dos usuários não são utilizados para qualquer forma de promoção, publicidade, propaganda ou outra forma de indução de consumo de medicamentos. As fotos do site são meramente ilustrativas.

    ^
    subir